Em setembro é comemorado o Dia Nacional da Doação de Órgão (27 de setembro), onde os oftalmologistas ressaltam a doação de córnea, ato fundamental para que muitas pessoas possam recuperar a visão. Segundo o Registro Brasileiro de Transplantes, foram feitos 3409 transplantes de córnea entre janeiro e março de 2020, sendo a maior parte realizada em São Paulo com 1246 procedimentos. No Piauí o número foi de 42 transplantes, ficando na 18ª colocação no ranking de procedimentos realizados.

A oftalmologista, Dra. Natália Brandão, especialista em córnea, pontua que o índice de conscientização da população em relação aos procedimentos envolvidos ainda é baixo. “ Com a doação, milhares de pessoas que estão na fila de transplante poderão recuperar a visão. O ato de doar não acarreta gastos a família do doador, os custos envolvidos são cobertos pelo Banco de Olhos, que são os responsáveis pela captação e conservação da córnea doada”, ressalta a médica.

A lista de espera para transplante de córnea no Piauí em março de 2020 era de 374 pessoas e 16 pacientes pediátricos. As pessoas na lista de espera passaram por avaliação de um oftalmologista e tem o procedimento indicado somente para doenças da córnea, principalmente aquelas que alteram a transparência do tecido, deixando cicatrizes ou opacidade. Vários problemas podem afetar a córnea, como ceratocone, úlceras, infecções, traumas, cirurgias intraoculares, distrofias e degenerações, entre outros.

Natália Brandão destaca ainda, que existem dois tipos de transplante de córnea. “O penetrante que consiste em fazer a substituição da espessura total da córnea e o lamelar, também o mais comum, a substituição é parcial”, explica a oftalmologista.

Para ser um doador é importante conversar com a família a respeito do assunto, pois por lei a doação só será realizada após a autorização da família. Quem pode autorizar a doação: pai, mãe, irmãos, filhos, avós, netos e o cônjuge. Um único doador pode salvar inúmeras vidas, já podem ser transplantados: coração, pulmões, fígado, pâncreas, intestino, rins, córnea, vasos, pele, ossos e tendões. A retirada dos órgãos é realizada em centro cirúrgico, como qualquer outra cirurgia. Abrace essa causa! Você pode salvar um olhar!