lentesuso

 

A adaptação às lentes de contato é um processo contínuo, sendo muito importante a revisão periódica. A manutenção e o uso é um processo simples e prático, mas deve ser feito de forma correta e rotineira utilizando os produtos adequados para  a limpeza diária, desinfecção e desproteinização de acordo com o período prescrito pelo oftalmologista. Esse processo é essencial para prevenção de complicações infecciosas tóxicas e alérgicas, sendo imprescindível para que seu uso seja confortável.  Veja algumas instruções práticas:

-lave bem as mãos com água e sabão. Enxague-as bem, pois resíduos de sabão, cosméticos, nicotina e oleosidade podem sanificar e contaminar as lentes;

-se possível, use toalhas de papel, enxugando suavemente, evitando assim retenção de partículas;

-mantenha o protetor do ralo na pia ao manipular as lentes;

-limpeza semanal do estojo de conservação com água corrente e escova apropriada e exclusiva;

-faça o último enxágue interno como produto de conservação para lentes;

Troque o porta-lentes no mínimo a cada 3 meses;

-utilize somente produtos indicados pelo seu oftalmologista, limpando as lentes para uso ep ata guardar no estojo, o produto de limpeza das lentes deve ser trocado todos os dias. Não utilize água nem soro fisiológico para limpeza e conservação das lentes. Qualquer sinal com dor, vermelhidão, embaçamento, secreção ou visão turva avise imediatamente ao seu oftalmologista.

-receita de óculos não é receita de lente de contato. É necessário um exame específico (teste). Todo usuário de lente de contato deve ter um óculos para situações inesperadas e para uso em casa, salvo os casos específicos.

-existem colírios apropriados para lubrificação, são prescritos pelo oftalmologista.

 

 

 

Clínica Tércio Rezende – Oftalmologia moderna e segura!!!

 Confira a entrevista no Canal Saúde e veja mais sobre o uso correto das lentes de contato:

 

Canal Saúde bloco 1 por redemeionorte