olhos1

 

Com a chegada da temporada de calor, os casos de conjuntivite costumam aumentar. Trata-se de uma inflamação da conjuntiva, membrana transparente que reveste a esclera, a porção branca do olho. As conjuntivites podem ser de origem infecciosa como a viral e a bacteriana ou serem causadas por episódios alérgicos.

 

Cuidados

 

O manuseio de objetos de uso comum, como telefone e controle remoto aumentam as chances de contágio com os agentes causadores da doença. Ao surgirem sintomas, como olhos vermelhos, lacrimejamento, coceira e secreção, um oftalmologista deve ser consultado imediatamente para o diagnóstico e tratamento adequado.

 

O tratamento consiste, a depender do tipo da conjuntivite identificada, da prescrição de colírios antibióticos e anti-inflamatórios ou simplesmente de orientações e de medicações de suporte como higiene local, uso de compressas com soro fisiologico.

 

Epidemias – Os pacientes com conjuntivite viral ou bacteriana devem evitar de forma temporária o contato social, a exemplo do ambiente de trabalho para prevenir a disseminação da conjuntivite infecciosa.

 

Segundo o MS (Ministério da Saúde) a automedicação é a principal causa de internações por intoxicação no Brasil. O uso por longos períodos da medicação pode causar catarata. O problema é considerado grave tanto que o Ministério da Saúde desenvolve uma pesquisa para saber como o brasileiro usa medicamentos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte:olhossaudaveis