A utilização de glitter e purpurina passou a ser indispensável quando o assunto é carnaval. No entanto, quando aplicados próximo aos olhos, podem causar arranhões na córnea e ser a porta de entrada para vírus e bactérias. Elas podem causar desde uma irritação ocular até problemas mais sérios, como uma úlcera na córnea.

A oftalmologista Kassandra Costa Chaves destaca que a retirada adequada da make é salutar para a saúde ocular. “A preferência deve ser as maquiagens hipoalérgicas, além de usar demaquilantes próprios para cada tipo de pele, associado a limpeza com a espuma do shampoo neutro infantil glicerinado”, pontua a médica.

A outra dica é dar preferência a makes brilhosas de marcas de confiança, que passam por testes de segurança e deixe o glitter para outras regiões como pernas e ombros. Passe longe da purpurina vendida nas papelarias, ela não foi feita para entrar em contato com a pele.

Outro produto comum nesta época do ano são as espumas de carnaval, que possuem nos seus componentes resíduos ácidos e básicos que são bastante irritativos para a superfície do olho, podendo causar queimaduras ou conjuntivites alérgicas.

Kassandra ainda recomenda que se algum tipo de produto cair nos olhos, evite coçar. O recomendado é lavar com água corrente, mas se os olhos permanecerem irritados, é preciso procurar atendimento médico especializado.