Cirurgia de catarata em Teresina: descubra como pode restaurar sua visão?

Por: Tércio Rezende | maio 24, 2023

Cirurgia de catarata em Teresina: descubra como pode restaurar sua visão?

Um dos problemas de visão mais comuns entre os brasileiros é a catarata. Cerca de 550 mil casos surgem em nosso país todo ano. É uma doença que tem cura e que necessita de uma atenção especial para que os problemas não fiquem sérios e impeçam de ter uma rotina complicada. 

Só no Brasil, a catarata atinge 25% dos brasileiros com mais de 50 anos. Dos mais de 56 milhões de brasileiros com 50 anos ou mais, 14 milhões têm essa doença, segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz.

Por mais que seja uma doença que surja silenciosamente, ela tem cura e cirurgia para a melhora da saúde dos seus olhos. Neste artigo, vamos explicar como funciona a cirurgia de catarata e todas as informações que você deve saber antes de solicitar. 

O que é a catarata?

A catarata é uma doença que acontece em decorrência do envelhecimento, mas existem casos congênitos, quando já é diagnosticada ao nascer. Além de ser silenciosa, as pessoas podem se acostumar com a perda de visão associando a velhice, sendo que já é uma fase avançada da doença. 

Este problema acontece graças a uma lesão ocular que torna o cristalino opaco, uma lente que fica atrás da íris permitindo que os raios de luz alcancem a retina. A evolução é lenta e pode se manifestar em um olho e depois no outro. 

No início, a pessoa sente como se a visão estivesse embaçada ou como se houvesse uma névoa que dificulta a nossa visão levemente. Com o passar do tempo, a dificuldade vai aumentando e os riscos também. 

Com isso fica cada vez mais difícil realizar as tarefas do dia a dia, como dirigir, ler, andar em locais com obstáculos, causando sérios riscos de acidentes domésticos ou na rua. 

A visão vai se deteriorando com a piora do quadro, a pessoa pode ter visão dupla, imagens distorcidas e sensibilidade a luzes fortes, dificultando o campo de visão, podendo levar a cegueira. 

Por mais que os sintomas sejam evidentes, eles aparecem quando já está em um estágio avançado e o risco é maior. Por isso, é essencial que sejam feitas consultas de rotinas para prevenir o quanto antes e seguir com o tratamento adequado. 

Existem causas que podem levar a catarata como a diabetes, uso indevido de colírios, traumas físicos na região dos olhos e exposição solar exagerada na região dos olhos. 

Como é feito o diagnóstico?

Existem uma série de exames que podem identificar a catarata e analisar como está a real situação da estrutura ocular. São eles:

Mapeamento de retina

É feita uma observação detalhada na retina do paciente para identificar os possíveis problemas com as estruturas do fundo do olho, além do tamanho e da coloração. Outro fator importante é que ele busca eliminar qualquer possibilidade da retina ser a responsável pelo problema ocular relatado pelo paciente. 

Oftalmoscopia

Chamado também de fundoscopia, este exame é mais detalhado e tem como objetivo observar os detalhes do globo ocular importantes para diagnosticar a catarata. 

Tonometria

Este exame mede a pressão interna do globo ocular, se estiver alta pode prejudicar o nervo óptico e afetar a nossa capacidade de enxergar. É um dos procedimentos fundamentais no diagnóstico da catarata.

Teste de acuidade visual

É um procedimento simples onde o oftalmologista solicita ao paciente para observar uma placa com letras em diversos tamanhos para analisar a capacidade de enxergar do paciente. Geralmente é usado sem lentes e para pacientes que nunca usaram óculos. 

O mais importante é a necessidade de visitar o médico oftalmologista com frequência para o cuidado da saúde dos olhos e evitar a progressão de doenças como a catarata. Se for diagnosticado, o médico pode indicar a cirurgia.

Como é feita a cirurgia de catarata?

Antes de qualquer coisa, além da compreensão do que é a catarata, você tem que estar ciente que existe uma espécie de “lente” que fica atrás da pupila, chamada de cristalino. 

Quando o cristalino começa a ficar opaco, surge a catarata. Sua visão fica com um aspecto esbranquiçado. Por isso, durante a cirurgia, a lente natural prejudicada será removida e trocada por uma artificial conhecida como lente intraocular. 

O oftalmologista irá medir seu olho para determinar o foco e a escolha da lente intraocular ideal juntamente com você. Como todo procedimento cirúrgico, o médico responsável vai entender o seu histórico e se há alguma reação alérgica a medicamentos que serão aplicados em todo o processo.

É recomendado o uso de colírio, prevenindo infecções e reduzindo o inchaço antes e depois da cirurgia. Outro detalhe fundamental é que o médico indique um jejum de alimentos sólidos horas antes da cirurgia. 

Na hora do procedimento, seu olho é anestesiado com um colírio ou com injeção. Após isso, é usada uma sonda de ultrassom e é feito um pequeno corte no globo ocular para a inserção de uma cânula.

Com a técnica de facoemulsificação, os pedaços do cristalino são extraídos com a catarata logo após as micro incisões com a sonda de ultrassom. Depois é inserida a lente intraocular feita exclusivamente para o olho do paciente, com o grau ajustado, fazendo o papel do cristalino perfeito. 

Após o processo cirúrgico, é feito o curativo de acordo com a escolha do cirurgião, seja com gaze, tampão de acrílico ou o uso de óculos escuros. O tempo de cirurgia é relativamente rápido, pois dura em torno de 20 a 30 minutos. 

Como funciona a recuperação da cirurgia de catarata?

O tempo de recuperação é rápido e o efeito de melhora já pode ser sentido um dia após a cirurgia. É recomendável que você tire alguns dias de folga para descansar e cuidar da região operada e se acostumar com a volta da visão.

O processo de cura dura em torno de um mês e é importante que você siga as indicações médicas para completar a recuperação. Algumas medidas são essenciais para um retorno tranquilo às atividades diárias, como:

  • Não dirigir nos três primeiros dias pós-cirurgia;
  • Não fazer atividades de alta intensidade;
  • Evite esfregar os olhos;
  • Não use maquiagem e nem cremes para o rosto;
  • Use óculos escuros para proteção da região operada;
  • Evite colocar água ou sabão diretamente no olho;
  • Evite ambientes empoeirados.

Após a cirurgia, é comum sentir leve inchaço ou inflamação que possa causar uma distorção na visão, consulte o seu médico responsável caso incomodar. 

Riscos da cirurgia de catarata

Por mais que seja um procedimento seguro, cabe ao médico explicar os riscos que envolvem a cirurgia de catarata. Dentre eles:

  • Sangramento;
  • Inflamação;
  • Deslocamento da lente;
  • Olho roxo;
  • Descolamento de retina;
  • Surgimento de glaucoma e astigmatismo;
  • Visão embaçada.

Estes sintomas são bem raros e  o procedimento é bastante eficaz. Lembre-se que a cirurgia de catarata não vai restaurar a visão prejudicada por outras doenças como o glaucoma, retinopatia diabética e degeneração macular.

Benefícios da cirurgia de catarata

O maior benefício é você poder retornar às suas atividades diárias, sem a intervenção de um acompanhante. Com a lente nova, haverá uma melhora na qualidade de vida e da sua visão, diminuindo riscos que eram evidentes, como acidentes domésticos.

Onde fazer cirurgia de catarata?

Em Teresina, a Clínica Tércio Rezende possui experiência e excelência no atendimento e tratamento de diversos problemas oculares. Com uma estrutura tecnológica e uma equipe multidisciplinar, fazemos a cirurgia de catarata com a segurança e a eficácia satisfatórias. 

Atendemos em duas unidades, sendo pioneiros no atendimento, uma no Centro e outra no Jockey.

Além disso, aceitamos convênios e condições especiais para o tratamento da catarata de maneira personalizada, desde o agendamento até o tratamento. Clique aqui e faça-nos uma visita.


Agende sua consulta agora

ÚLTIMAS POSTAGENS DO BLOG

Por que buscar um especialista em retina é tão importante?

Por que buscar um especialista em retina é tão importante?

Você sabia que doenças da retina podem ser graves e causar cegueira? Buscar um especialista em retina é fundamental para...

Leia mais
Que tipo de exames podem ser feitos em uma Clínica Oftalmológica

Que tipo de exames podem ser feitos em uma Clínica Oftalmológica

A visão é um dos nossos sentidos mais importantes. Por isso, cuidar da saúde ocular é essencial para garantir uma...

Leia mais
Sinais de Alerta: Quando Consultar um Especialista em Catarata

Sinais de Alerta: Quando Consultar um Especialista em Catarata

A catarata é uma condição comum que afeta cerca de 25% das pessoas com 65 anos ou mais, que pode...

Leia mais