Blefaroplastia em Teresina: a cirurgia que reduz as bolsas sob os olhos

Por: Tércio Rezende | maio 24, 2023

Blefaroplastia em Teresina: a cirurgia que reduz as bolsas sob os olhos

Por alguns motivos associados a perda de elasticidade ou o envelhecimento, os tecidos em volta de nossos olhos podem sofrer alterações em sua estrutura e acabar dificultando nossa capacidade de enxergar. Neste caso, a blefaroplastia é o procedimento cirúrgico ideal para remodelar e eliminar as bolsas que envolvem as pálpebras, cílios, glândulas e o sistema de drenagem das lágrimas. 

A Blefaroplastia é um dos procedimentos que está presente na Clínica Tércio Rezende, em Teresina-PI. Neste artigo, vamos explicar como a cirurgia funciona e em quais casos ela pode ser utilizada.

O que é?

Conhecida como cirurgia plástica ocular, a Blefaroplastia é um procedimento estético indicado para pessoas acima da faixa dos 40 anos de idade ou pacientes que possuem alguma dificuldade de enxergar devido ao acúmulo da cartilagem ao redor dos olhos.

Ela tem, como intuito, a remodelação e o retorno da condição de enxergar sem que algo esteja atrapalhando para identificar as coisas que exigem um campo de visão estável para as atividades do dia a dia. 

Este problema acontece devido ao acúmulo de pele ao redor das pálpebras inferiores e superiores. Além disso, isso pode deixar o rosto mais envelhecido e assimétrico e, juntando com a flacidez e o acúmulo de gordura, podem reduzir a capacidade de enxergar em alguns momentos. 

Além de facilitar a vida por conta da correção das pálpebras, cílios e glândulas ao redor dos olhos, a blefaroplastia diminui a aparência envelhecida e cansada do rosto. Outro fator conveniente para a realização desta cirurgia é que o uso de acessórios essenciais como o óculos e lentes de contato se tornará mais confortável, pois o ajuste dos olhos ficará mais agradável fisicamente. 

Quando devo fazer blefaroplastia?

A cirurgia é geralmente indicada para pessoas acima dos 40 anos, graças aos sinais de envelhecimento e a perda da elasticidade da pele. Mas também, outros casos podem ser avaliados para a realização, como:

  • Bolsas de gordura que surgem nas pálpebras, prejudicando o campo visual;
  • Pálpebras mal posicionadas ou com o aspecto caído, causado pela flacidez e a perda de elasticidade;
  • Pacientes com ptose e pseudoptose palpebral;
  • Eliminação de rugas;
  • Remoção da bolsa de colesterol chamada xantelasma, que pode ser formada na pálpebra.

Como é realizada a cirurgia?

Antes de todo e qualquer procedimento cirúrgico, o médico responsável irá fazer avaliações e esclarecer sobre os riscos que possam surgir, além de entender o histórico médico e se possui restrições à medicação, seja por reação alérgica ou restrição por problemas de saúde.

A cirurgia é rápida e dura entre 50 minutos até 2 horas, dependendo do que será ajustado previamente planejado pelo médico oftalmologista especializado em cirurgia plástica ocular. 

O cirurgião aplica anestesia antes do procedimento e marca as áreas a serem trabalhadas, faz os cortes e retira o excesso de pele, músculo ou gordura. Após isso, a região passa por sutura.

A cicatrização é bem simples e não é visível. Depois da cirurgia, o paciente repousa até o efeito da anestesia passar para ser liberado para casa. 

O médico responsável dará todas as instruções necessárias para a cicatrização da pele e a retirada dos pontos. É recomendado ao paciente o veto do uso de remédios anticoagulantes em torno de um mês antes da blefaroplastia. 

O processo de retirada dos pontos acontece uma semana após a cirurgia, mas dependerá da complexidade em que foi realizado o procedimento. 

Conheça os tipos de blefaroplastia

Existem dois tipos de cirurgia plástica ocular, porém a escolha é feita através da avaliação realizada pelo médico oftalmologista antes da indicação de qual será realizada. Ambos os procedimentos de sutura são realizados para o fechamento do corte. São elas:

  • Blefaroplastia superior: Através da marcação feita previamente pelo cirurgião especializado, serão feitas incisões ao longo das linhas e dobras da pálpebra, removendo os excessos. 
  • Blefaroplastia inferior: É feita de forma interna ou externa.
    • Na interna, o cirurgião afasta as pálpebras com um retrator e faz a incisão na área conjuntiva, acessando com um dispositivo cauterizador. Ele diminui o inchaço sob os olhos, removendo as camadas e excessos de gordura presentes na região. 
    • Já a externa é feita na prega das pálpebras. São realizadas duas incisões, uma na camada de músculo e outra na prega, visando o acesso da gordura orbital. É através disso que ele visualiza o músculo do septo e retira os excessos de gordura. 

Cuidados pós-cirúrgicos

Como toda e qualquer cirurgia, há cuidados que devem ser levados em consideração para ser feita uma recuperação bem sucedida. Após a blefaroplastia, é comum estar com inchaços e roxos na região nos primeiros dias. 

Para isso, é recomendado que faça a aplicação de compressas frias e pomadas indicadas pelo oftalmologista responsável. O retorno às atividades pode ocorrer em uma semana e duas ou três semanas para a prática de atividades físicas.

Além disso, outros cuidados devem ser tomados:

  • Uso de óculos de sol quando sair de casa;
  • Evitar o uso de lentes nas duas primeiras semanas;
  • Repouso por uma semana, pelo menos;
  • Higienização do local com água e sabonete neutro;
  • Uso de protetor solar para não prejudicar as cicatrizes.
  • Evitar o contato direto ou pressão na região.

Por mais que a cirurgia seja simples e não invasiva, ela poderá apresentar riscos ao paciente. Todos os riscos são esclarecidos pelo médico responsável. Se houver alguma anormalidade, procure imediatamente para tomar as providências necessárias.

Os mais comuns são dores, inchaço, hematomas, olhos secos e visão embaçada, enquanto  os mais complicados podem apresentar sangramento ou infecções. 

O resultado final da cirurgia pode demorar um pouco mais, os sintomas após a cirurgia vão desaparecendo em torno de 10 dias. 

Já o resultado visível demora um pouco mais, é necessário um tempo mínimo de 6 meses para ter uma noção completa da transformação da área operada. Por isso, é importante que o médico responsável esclareça e indique todos os pontos necessários na avaliação individual de cada paciente, tanto antes como depois da cirurgia. 

Após esse tempo, o paciente irá perceber uma melhora considerável no campo de visão, graças ao reposicionamento e o remodelamento feito nas pálpebras e na eliminação das bolsas de gordura que impossibilita uma melhor visão. Além dos benefícios estéticos com uma aparência mais jovem.

Onde posso fazer blefaroplastia em Teresina?

Na Clínica Tércio Rezende, você pode agendar uma avaliação para receber o melhor tratamento e um rosto mais jovem com os benefícios da blefaroplastia. Somos pioneiros no cuidado da saúde ocular desde 1975, visando em uma equipe sempre disposta e preparada para cuidar dos pacientes da maneira mais atenciosa possível.

Além disso, possuímos uma estrutura com tecnologia de última geração para a realização de consultas, exames e cirurgias com eficácia e segurança. Clique aqui e faça-nos uma visita. 

Aceitamos diversos convênios, como Bradesco Saúde, Unimed, SulAmérica e outros. Consulte a lista completa aqui.


Agende sua consulta agora

ÚLTIMAS POSTAGENS DO BLOG

Por que buscar um especialista em retina é tão importante?

Por que buscar um especialista em retina é tão importante?

Você sabia que doenças da retina podem ser graves e causar cegueira? Buscar um especialista em retina é fundamental para...

Leia mais
Que tipo de exames podem ser feitos em uma Clínica Oftalmológica

Que tipo de exames podem ser feitos em uma Clínica Oftalmológica

A visão é um dos nossos sentidos mais importantes. Por isso, cuidar da saúde ocular é essencial para garantir uma...

Leia mais
Sinais de Alerta: Quando Consultar um Especialista em Catarata

Sinais de Alerta: Quando Consultar um Especialista em Catarata

A catarata é uma condição comum que afeta cerca de 25% das pessoas com 65 anos ou mais, que pode...

Leia mais